Uma liminar que abriu a possibilidade de tratar a homossexualidade como doença causou revolta no Brasil. Houve protestos e o Conselho Federal de Psicologia se opôs à medida.